Contos Fantásticos – Junior Salvador [Resenha]

O Saci-Pererê perdeu sua carapuça e encontra-se cativo. Para conseguir sua magia de volta só há uma maneira: conseguir um pedaço da crina da Mula-sem-cabeça; A pequena Camila só quer ter uma boa noite de sono. O que ela desconhece é que a noite esconde muitos terrores e a Cuca é um dos maiores; Curupira e Cumade Fulôzinha se envolvem em uma guerra que não é deles. Precisarão lutar se quiserem manter suas vidas; Iara deixou para trás os rios do norte e resolveu se aventurar em alto mar.

Anúncios

O Brakki – André Regal [Resenha]

Quando mais uma garota aparece dilacerada nos arredores de Cistol, a guarda resolve finalmente intervir. Um suposto monstro conhecido como brakki rodeia o local, e uma recompensa vigorosa é oferecida a quem conseguir capturá-lo. Symas, um ex-soldado devastado pelo tempo e por tudo que perdeu, não quer se envolver; até que entra em sua vida Vescas, um trapaceiro ladrão com uma proposta irrecusável: se Symas conseguir fazer com que recebam a recompensa, ele o ajudará a rastrear Gilliam Bardeye, o sádico que tomou tudo o que tinha. Symas terá de calçar as velhas botas se quiser voltar a ser o homem que um dia fora.

A Incógnita do Despertar – Caio Nicolella [Resenha]

Jack é um detetive que acredita estar preso em um ciclo constante, no qual revive sua vida após encontrar a derradeira morte em uma estrada. O responsável, acredita ele, encontra-se na escuridão e se revela na personalidade de um demônio em seus sonhos. Além de estar em uma sequência de acontecimentos, ele tem de lidar com suas escolhas em relação a um assassino em série que ronda Lost Grove, sua cidade natal.

O Mago e o Guerreiro – Diogo Ramos [Resenha]

A arte de escrever ganha vida quando o Mago e o Guerreiro se unem em uma jornada para encarar os desafios de quem resolve contar histórias através da escrita. Dez contos curtos retratam dificuldades enfrentadas por escritores iniciantes e as batalhas travadas para superá-las. “E livros, meu caro, são exércitos de palavras prontos para invadir mentes. Exércitos formados para conquistar o coração de quem lê.”

Crônicas da Lua Cheia – Clecius Alexandre Duran [Resenha]

Como seria nosso mundo se o lobisomem não fosse apenas um mito? Esta é a pergunta que a obra Crônicas da Lua Cheia – A Maldição do Lobisomem tenta responder. Alexandre é atacado por um lobisomem, mas escapa quase ileso com apenas uma mordida. Desse momento em diante, sua mente jaz adormecida nas noites de lua cheia. Sob o halo prateado do plenilúnio, seu corpo se altera radicalmente para se transformar num ser animalesco, faminto e sanguiná